Comunicados de Imprensa

20-12-2016 10:17

Universidade Europeia leva à Noite Europeia dos Investigadores o impacto das apps de monitorização da saúde no ser humano


Lisboa, 26 de setembro de 2017 - A Professora da Escola de Tecnologia, Artes e Comunicação da Universidade Europeia, Ana Viseu, uma das mais reputadas investigadoras na área das tecnologias emergentes, vai apresentar “Isso era dantes! Agora uso apps para saber o que sinto” na Noite Europeia dos Investigadores (NEI).

 

A iniciativa terá lugar na próxima sexta-feira, dia 30 de setembro, no Pavilhão do Conhecimento - Centro Ciência Viva, a partir das 21h30, e a Professora da Universidade Europeia vai abordar o impacto da utilização de aplicações e tecnologias de monitorização do corpo humano.

 

Ana Viseu é oradora convidada das SPRINTalks da NEI e a apresentação “Isso era dantes! Agora uso apps para saber o que sinto” é sustentada pela investigação que tem vindo a desenvolver sobre a forma como as apps para smartphones, smart watches, fitbits, têxteis inteligentes, sensores de quantificação de vida, entre outros dispositivos que têm vindo a surgir no âmbito da disseminação da “Internet das Coisas”, estão a mudar a nossa forma de viver e apreender o mundo.

 

Nos últimos anos, a Professora desenvolveu uma pesquisa etnográfica no âmbito de um grupo de ‘quantified selfs’ – um conjunto de pessoas que se reúnem para descrever de que forma quantificam o seu corpo (seja a nível de saúde, produtividade, aprendizagem, ou finanças, por exemplo) e com que resultados ou propósito -. Com esta pesquisa, a investigadora da Universidade Europeia pretendeu aferir de que maneira é que a tecnologia está a mudar as próprias atividades que estão a ser medidas e parametrizadas; quais as implicações de controlar o corpo desta forma tão precisa e imediata; o que se ganha e o que perde com esta constante monitorização do ser; que novas tecnologias estão a ser desenvolvidas neste âmbito; e ainda a segurança dos dados biométricos que milhares de utilizadores à volta do mundo estão a voluntariamente submeter a entidades desconhecidas.

 

A Noite Europeia dos Investigadores é uma iniciativa bianual, lançada em 2005, e apoiada e financiada pela Comissão Europeia. A NEI tem como objetivo celebrar a Ciência e aproximar a comunidade científica dos cidadãos, contribuindo para o reconhecimento da investigação que se faz em Portugal e do trabalho desenvolvido pelos investigadores à escala europeia.

 

Ana Viseu é Professora da Escola Superior de Tecnologia, Artes e Comunicação da Universidade Europeia. Obteve uma bolsa Marie Curie no Centro de Investigação e Estudos de Sociologia do ISCTE-IUL. Durante cinco anos foi professora assistente no Departamento de Estudos de Comunicação na Universidade de York, no Canadá, e fez o PhD na Universidade de Toronto. É ainda especializada em estudos de inovação tecnocientífica. Em particular, a professora examina o desenvolvimento, o uso e a regulação das tecnologias emergentes, de ambas as perspetivas - teóricas e materiais.

Em fevereiro de 2016, Ana Viseu foi escolhida para avaliadora de um projeto da Comissão Europeia - FET Proactive –, cujo objetivo consiste em potenciar a criação de novas comunidades de pesquisa, encorajando os investigadores de diferentes áreas a trabalharem, em conjunto, em novas tecnologias e em domínios específicos. Neste momento, a Professora encontra-se ainda a avaliar outra serie de projetos do H2020, desta vez sob o tópico de “Science with and for Society”.

 

Mais informação sobre a Noite Europeia dos Investigadores: http://noitedosinvestigadores.org/


AGENDA

Conheça os próximos eventos da Universidade Europeia.

VER AGENDA

SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER

Facebook Feed