Comunicados de Imprensa

19-12-2016 15:38

Estudo da Universidade Europeia revela que a maior parte dos portugueses inscrito em associações nunca fez voluntariado


  • Cerca de 70 por cento nunca participou em qualquer tipo de protesto
  • 43 por cento nunca fez uma doação de bens
  • Cerca de 72 por cento nunca assinou uma petição para um referendo nacional

 

Lisboa, 21 de março de 2016 - Os resultados do estudo piloto sobre participação e envolvimento cívico dos portugueses inscritos em associações cívicas em 2015, desenvolvido pela Universidade Europeia para a Plataforma de Associações da Sociedade Civil (PASC), com o apoio financeiro da Fundação Gulbenkian, divulgados hoje, mostram que há ainda um longo caminho a percorrer na sociedade portuguesa no que diz respeito ao envolvimento político e à participação cívica, de forma individual ou coletiva.

 

O estudo da Universidade Europeia revela, por exemplo, que a esmagadora maioria dos cidadãos em Portugal, membro de associações, (80,7 por cento) nunca participou em qualquer iniciativa de voluntariado e nunca ou raramente trabalhou inserido num grupo para resolver um problema da comunidade onde vive. Por outro lado, 43 por cento nunca fez uma doação de bens embora mais de metade já tenha contribuído financeiramente para diferentes associações.

 

A pesquisa da Universidade Europeia traça um cenário igualmente frágil relativamente à dimensão política dos cidadãos inscritos em associações em Portugal. A maioria da amostra refere que vota sempre ou frequentemente nos atos eleitorais (regionais, nacionais e europeias) mas que raramente contacta com representantes do Estado para expressar uma opinião ou discutir algum tema relevante para a comunidade.

 

De salientar ainda que uma percentagem de cerca de 70 por cento dos inquiridos afirma nunca ter participado em qualquer tipo de protesto e cerca de 72 por cento diz nunca ter assinado qualquer petição para a realização de um referendo nacional – a percentagem aumenta para cerca de 90 por cento e 94 por cento quando inquiridos relativamente a um referendo local ou regional, respetivamente -. Apenas as petições online apresentam resultados mais significativos com um terço dos portugueses inscritos em associações cívicas (32,6 por cento) a admitir que já aderiu a esta forma de intervenção política. 

 

Para João Vieira da Cunha, Responsável pelo Programa de Investigação da Universidade Europeia, estes resultados são preocupantes uma vez que retratam formas de estar de portugueses à partida mais sensíveis às causas cívicas. “Estamos a falar de uma amostra de pessoas que fazem parte de associações e mesmo assim o nível de envolvimento é muito baixo”, alertou.

 

É na dimensão social e ambiental que os portugueses inscritos em associações mostram maior capacidade de iniciativa com praticamente um terço (28,9 por cento) a confirmar ter deixado de comprar algum produto por não concordar com os valores sociais ou com as políticas da empresa produtora/distribuidora.

 

Ao nível de participação cívica coletiva e associativa, o estudo conclui que a generalidade das associações cívicas não efetua doações monetárias de fundos próprios (60 por cento não realizou qualquer tipo de doação em 2015), sendo a doação de bens e serviços a prática mais frequente. Destacou-se ainda nos resultados desta pesquisa a fraca participação de associações em manifestações ou protestos bem como a ausência da prática de realizar petições online.

 

O estudo elaborado pela Universidade Europeia teve por base dois questionários: o primeiro destinado às 41 organizações apoiantes da PASC – questionário de cidadania organizacional - e um segundo, individual, para os seus membros – questionário de cidadania individual. Estas duas ferramentas são uma adaptação à realidade portuguesa do modelo de estudo da cidadania ativa – the Civic Engagement Model da Universidade Tufts, sediada em Massachusetts, nos EUA.

 

Sobre a Laureate International Universities

A Universidade Europeia integra a rede Laureate International Universities que, em Portugal, inclui ainda o IADE-Creative University.e o IPAM-The Marketing School.  A Laureate é líder mundial na oferta de instituições de ensino superior e, pelas suas 80 escolas, circulam mais de 1 milhão de estudantes bem como uma rede de professores e investigadores, cujo principal objetivo é contribuir para a inovação e  produção de conhecimento em todo o mundo.

Dispersas por 28 países e presentes nos cinco continentes, as universidades da rede Laureate oferecem programas de licenciaturas, mestrado e doutoramento em áreas tão distintas como a Arquitetura, Gestão, Turismo, Desporto, Design, Engenharia, Ciências da Saúde, Medicina e Direito, entre outras.

A comunidade Laureate acredita no poder transformador da Educação e tem como missão influenciar de forma positiva e duradoura a vida dos seus estudantes, professores e colaboradores: ”Quando os nossos estudantes brilham, os países prosperam e as sociedades evoluem”.

 

Sobre a PASC

A PASC – Plataforma de Associações da Sociedade Civil foi formalmente constituída em 17 de Julho de 2014 com o objetivo de criar uma Casa da Cidadania, aberta a todas as Associações da Sociedade Civil. A PASC assume-se como um projeto inovador e de escala alargada que tem como objetivo garantir uma maior solidez dos projetos considerados individualmente. A PASC é constituída por 13 associações da sociedade civil: SEDES – Associação para o Desenvolvimento Económico e Social; MIL - Movimento Internacional Lusófono; APG – Associação Portuguesa de Gestão das Pessoas; GEOTA – Grupo de estudos de Ordenamento do Território e Ambiente; APDSI – Associação para a Promoção e Desenvolvimento da Sociedade de Informação; CIFOTIE – Centro Internacional de Formação dos Trabalhadores de Indústria e Energia; AORN – Associação dos Oficiais da Reserva Naval; APRE! – Associação de Aposentados, Pensionistas e Reformados; MÉDICOS DO MUNDO; DARIACORDAR – Associação para a Recuperação de Desperdício

APE – Associação de Pupilos do Exército; CAVITOP – Associação de Apoio a Vitimas de Tortura e AAACM – Associação dos Antigos Alunos do Colégio Militar. Posteriormente, foi formalizada a adesão também com as seguintes associações: AACDN – Associação dos Auditores dos Cursos de Defesa Nacional; AMD – Associação de Marketing Directo e PROVISEU – Associação para a Promoção de Viseu e Região.

 Para mais informações sobre a PASC, pode consultar o site em http://pasc.pt/

 

 


AGENDA

Conheça os próximos eventos da Universidade Europeia.

VER AGENDA

SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER

Facebook Feed